Google+ Followers

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

QUE TUDO SE REALIZE E QUE VOCÊ SEJA FELIZ EM2011

   Sei que este ano foi difícil... chefe exigindo, professores socando matéria , provas que acabaram com algumas noites e com alguns finais de semana, dias em que as horas não passavam ; fora aqueles dias que nos sentimos tristes , pensativos e até "dodóis " . Também aconteceram várias coisas legais... nos divertimos , sonhamos, dançamos, bebemos , namoramos , enrolamos e fomos enrolados(as) , uns até casaram e outros logo logo terão herdeiros .
   Porém, espero que no final, as coisas boas tenham superado as ruins .
   Desejo a vocês um ótimo Natal, que Deus providencie muitos presentes e muita animação!!!.
   Que neste NOVO ANO tudo que não fizer bem pra nós, seja jogado no lixo , que as pessoas que não nos queiram bem fiquem longe de nós, que a grana seja suficiente para bancar nossas despesas;
   Que, apesar da ceia consigamos manter o corpinho sarado; novas e boas amizades sejam feitas, e que as velhas Permaneçam !
   Muito amor (mas, vejam bem... cuidado com o amor , muito cuidado, muito cuidado mesmo ), saúde e paz de espírito.

   Enfim, VOCÊS são e eu desejo tudo de ÓTIMO em 2011 !!!!!!

   Não se esqueçam:

   Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.
   Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.
   Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira(o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame... se ame muito.
   Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.
   Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao seu lado, sempre!!!!! "

GRANDE BEIJO NO CORAÇÃO!
Célia Portugal


domingo, 26 de dezembro de 2010

RECEITA DE ANO NOVO

Pra você ganhar um belíssimo Ano Novo
Cor de arco iris, cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser, novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito não se nota,
mas com ele se come se passeia
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens,
(planta recebe mensagens? Passa telegrama?).

Não precisa
Fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
Nem parvamente acreditar
Que por decreto da esperança
A partir de janeiro as coisas mudem
E seja tudo claridade, recompensa.
Justiça entre os homens e as nações
Liberdade com cheiro e gosto de pão–matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver,
para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
Cochila e espera desde sempre.

(Carlos Drummond de Andrade)

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Professores estressados ou desiludido

Professores estressados ou desiludidos ?

By Roseli Brito .

    Com a aproximação do final do ano letivo, muitos Professores já se encontram em um estado de extremo cansaço. Não é para menos, com tantos Relatórios, Provas para corrigir, tarefas de casa, trabalhos, fechamento do Bimestre, Reunião de Pais, alunos indisciplinados, reclamações de pais, semanários, datas comemorativas, formatura.

   Ufa, quanta coisa !!!

   De certa forma, o cansaço que naturalmente surge ao longo do ano letivo é até compreensível e administrável, afinal para isso temos o recesso e as férias onde recarregamos as energias e voltamos com novo ânimo.
   Entretanto muitos Professores estão se afastando do trabalho devido ao Estresse emocional pois apresentam esgotamento físico, alto grau de irritabilidade e mau humor, parecendo que estão a beira de um ataque de nervos.
   O Estresse aparece quando somos submetidos a um estado de grande esforço e tensão. Neste caso nosso corpo reage apresentando alguns sintomas tais como: dores de cabeça, irritabilidade, cansaço, perda de memória, tensão muscular, problemas psíquicos desencadeando até depressão ou pânico.
   Dentre as dezenas de emails que recebo diariamente, boa parte deles trata de desabafo dos Professores que visivelmente estão a beira de um ataque de nervos, porém observei algo maior ainda por trás destes constantes desabafos: desilusão pela profissão.
   Professores que já há muito tempo perderam a alegria e a disposição de ensinar, pois olham para trás e vêem que o trabalho que fizeram até agora não resultou em NADA, que não valeu a pena. Há uma total falta de motivação, e um profundo esgotamento emocional. Isso é muito triste !!!
   Este tipo de desilusão em relação ao próprio trabalho, também é um transtorno psíquico conhecido por “ burn out”, que em inglês significa combustão completa. Enquanto que a depressão é uma reação do corpo a um estado de tensão, o “ burn out” é um transtorno emocional .
   Uma profissão, seja ela qual for, dentre outras coisas deve nos trazer satisfação pessoal, senso de dever cumprido, certeza de que estamos fazendo a diferença no mundo e na vida de outras pessoas. Quando não sentimos que estes objetivos estão sendo atingidos entramos em um estado de desilusão e apatia.
   Mas, o que gera essa desilusão e apatia pelo que fazemos ? Em muitos casos constatei que os Professores estão focando suas preocupações em coisas que não cabe a eles resolver. A Família não está educando ? O Governo não está apoiando ? O Gestor não está ajudando ? A violência está tomando conta da Escola ?
   A única coisa que o Professor pode controlar é a SUA atitude frente a tudo isso. O Professor pode mudar a si mesmo e não precisa ficar esperando que os outros façam algo. É preciso que façamos apenas a nossa parte, não de forma medíocre, mas sim extrapolando o nosso ótimo em busca do nosso excelente. Isso nos dá o sentimento de completude e faz com que o nosso emocional esteja imune, blindado, contra qualquer tipo de azedume que venhamos a nos deparar.
   Sempre comparo o nosso corpo como sendo uma casa, com vários cômodos que precisamos cuidar, cada qual tem sua função. Cada um desses cômodos precisa ser cuidado, decorado, corretamente utilizado, e ser limpo periodicamente. Como em qualquer casa, ou ambiente que usamos, geramos LIXO que precisa ser recolhido e jogado fora.
   Com o nosso corpo precisamos fazer o mesmo, jogar fora o lixo emocional. Tudo aquilo que interrompe a passagem de coisas novas, tudo aquilo que cheira mal, tudo aquilo que nos empobrece enquanto pessoas, tudo o que não é nosso e por vezes insistimos em carregar.
   Lembre-se você até pode armazenar o lixo por alguns dias antes de jogar fora, o que você não pode é armazená-lo por semanas inteiras, meses, e até anos. Jogar fora o lixo emocional exige planejamento, por esta razão arrume sua agenda semanal de modo que haja o momento de fazer isso. Como? Praticando mais esportes, tendo momentos de lazer a sós ou em família, viajando, divertindo-se, praticando um hobby, nutrindo os relacionamentos que valem a pena, compartilhando mais, reclamando de menos.
   Uma pessoa sem lixo emocional é como uma casa arejada. Todo mundo que entra em contato com ela logo percebe o perfume, a luz natural, a alegria de viver. Tudo isso contagia: seus colegas, seus familiares, os alunos, os pais dos alunos, e todos que estiverem a sua volta.

   Saúde física e emocional do Professor precisa ser levada em conta para um efetivo Gerenciamento da Sala de Aula.

   E você, o que está fazendo para jogar fora o seu lixo emocional diário ?
                                                                  
                                                                                                     Extraído do site SOS Professores