Google+ Followers

terça-feira, 30 de outubro de 2012

HALLOWEEN


A MELHOR E A PIOR COMIDA DO MUNDO



   Há mais de dois mil anos, um rico mercador grego tinha um escravo chamado Esopo. Um escravo corcunda  feio, mas de sabedoria única no mundo. Certa vez, para provar as qualidades de seu escravo, o mercador ordenou:

   - Toma, Esopo. Aqui está este saco de moedas. Corre ao mercado. Compra lá o que houver de melhor para um banquete. A melhor comida do mundo.
   Pouco depois, Esopo voltou do mercado e colocou sobre a mesa um prato coberto por fino pano de linho. O mercador levantou o paninho e ficou surpreso:

   - Ah, língua? Nada como a boa língua que os pastores gregos sabem tão bem preparar. Mas por que escolheste exatamente a língua como a melhor comida do mundo?

   O escravo, de olhos baixos, explicou sua escolha:

   - O que há de melhor do que a língua, senhor? A língua é que nos une a todos, quando falamos. Sem a língua não poderíamos nos entender. A língua é a chave das ciências, o órgão da verdade e da razão. Graças à língua é que se constroem as cidades; graças à língua é que podemos dizer o nosso amor. A língua é o órgão do carinho, da ternura, do amor, da compreensão. É a língua que torna eternos os versos dos grandes poetas, as idéias dos grandes escritores. Com a língua se ensina, se persuade, se instrui, reza, se explica, se canta, se descreve, se elogia, se demonstra, se afirma. Com a língua dizemos "mãe" e querida e            "DEUS". Com a língua dizemos "sim". Com a língua dizemos "eu te amo". O que pode haver de melhor do que a língua, senhor?

   O mercador levantou-se, entusiasmado:

   - Muito bem, Esopo! Realmente tu me trouxeste o que há de melhor. Toma agora outra sacola de moedas. Vai de novo ao mercado e traze o que houver de pior, pois quero ver tua sabedoria.

   Mais uma vez, depois de algum tempo, o escravo Esopo voltou do mercado trazendo um prato coberto por um pano. O mercador recebeu-o com um sorriso:

   - Hum... já sei o que há de melhor. Vejamos agora o que há de pior...

   O mercador descobriu o prato e ficou indignado:

   - O que? Língua outra vez? Língua? Não disseste que a língua era o que havia de melhor?   Queres ser açoitado?

   Esopo baixou os olhos e respondeu:

   - A língua, senhor, é o que há de pior no mundo. É a fonte de todas as intrigas, o início de todos os processos, a mãe de todas as discussões. É a língua que separa a humanidade, que divide os povos. É a língua que usam os maus políticos quando querem nos enganar com suas falsas promessas. É a língua que usam os vigaristas quando querem trapacear. A língua é o órgão da mentira, da discórdia, dos desentendimentos, das guerras, da exploração. É a língua que mente, que esconde, que engana, que explora, que blasfema, que insulta, que se acovarda, que mendiga  que xinga, que bajula, que destrói, que calunia, que vende, que seduz, que corrompe. Com a língua, dizemos "morre" e "canalha" e "demônio". Com a língua dizemos "eu te odeio"! Aí está senhor, porque a língua é a melhor e a pior de todas as coisas!





Guilherme de Almeida



segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Dia do Livro

http://educarparacrescer.abril.com.br/v2008/includes/listas/rss_leitura.xml


quarta-feira, 24 de outubro de 2012

PARABÉNS, ZIRALDO!





Ziraldo Alves Pinto, hoje 24/10/2012, completa 80 anos.
  Escritor, cronista, desenhista, humorista, colunista e jornalista.
os anos 1960, publicou "A Turma do Pererê", primeiro gibi brasileiro do gênero feito por um só autor. A revista, que tinha como personagem principal o próprio Saci Pererê, encerrou suas atividades em 1964, com a tomada do poder pelos militares.
  Certa vez, uma professora sugeriu a ele que colocasse, em um livro sério, suas ideias sobre as relações dos adultos com as crianças. Assim foi inventado o MENINO MALUQUINHO.  O livro tornou-se seu maior sucesso editorial. Lançada em 1980 e ganhadora do prêmio Jabuti, a história foi adaptada para teatro, cinema e até ópera, com uma versão feita pelo maestro Ernani Aguiar. Posteriormente, o personagem ganhou uma série de histórias em quadrinhos.

sábado, 20 de outubro de 2012

Biografias e textos inéditos celebram os 129 anos de Graciliano Ramos

http://folha.com/no1172341

DIA DO POETA


 
 
Vontade De Amar!

Deste o dia do seu voo
Para mim o mundo parou
Já nem sei mesmo quem sou
Nem me pergunte como estou


Habitas sempre os meus sonhos
Fitam-me, os seus olhos risonhos
As minhas noites são sem alegrias
Jamais aceitaria outras companhias

A sua doída ausência está a me maltratar
Eu preciso deste pesadelo logo despertar
Necessito rapidíssimo me desacorrentar
Pois, o meu coração está a despedaçar

Nos brilhos das estrelas a vou procurar
Na cauda de um cometa irei navegar
Viajarei anos luz até ti encontrar
Irei aonde for nada me deterá

Como sempre o amor ao medo vencerá
Nossa vontade de amar o pesadelo afastará
Vamos transformar o que é hoje fria saudade
Com carinho e simplicidade em doce felicidade!


Ismael Santana Bastos 19/10/2012

Para rir um pouco


PARA REFLETIR


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

15/10 DIA DO PROFESSOR



 PARABÉNS, COLEGAS!

 

Professor sempre está errado !

Quando... É jovem, não tem experiência. É velho, está superado. Não tem automóvel, é um coitado.Tem automóvel, chora de "barriga cheia". Fala em voz alta, vive gritando. Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta às aulas, é um "Caxias".Precisa faltar, é "turista"Conversa com outros professores, está "malhando" os alunos, a escola .Não conversa, é um desligado.Dá muita matéria, não tem dó dos alunos.Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.Não brinca com a turma, é um chato.Chama à atenção, é um grosso.Não chama à atenção, não sabe se impor.
A prova é longa, não dá tempo.A prova é curta, tira as chances dos alunos.Escreve muito, não explica.Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala corretamente, ninguém entende.Fala a "língua" do aluno, não tem vocabulário.Exige, é rude.Elogia, é debochado.
O aluno é reprovado, é perseguição.O aluno é aprovado, "deu mole".

É, o professor está sempre errado mas,se você conseguiu ler até aqui, agradeça a ele!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

08/10 DIA DO NORDESTINO


"O NORDESTINO É, ANTES DE TUDO, UM FORTE."
(Euclides da Cunha)


Homenagem da Editora Abril