Google+ Followers

segunda-feira, 4 de junho de 2012

A LINGUAGEM FIGURADA NO DIA A DIA




    As expressões idiomáticas são aquelas próprias de uma língua, intraduzíveis ao pé da letra.  O sabor dessas expressões está no fato de utilizarem a linguagem figurada, criando uma imagem em torno de uma ideia.

 
    A expressão ACABAR EM PIZZA  é  muito popular entre os falantes da Língua Portuguesa. Segundo o jornalista Eduardo Martins, autor do Manual de redação e estilo de o Estado de São Paulo, a expressão surgiu no Palmeiras, na década de 1950. Um dia, após uma grande e calorosa discussão entre os diretores do clube, todos foram para uma pizzaria, deixando as desavenças para trás

    Eis algumas expressões idiomáticas com o seu significado:

01.   Puxar o carro.                                      Sair, ir embora.
02.    Dobrar a língua                                  Advertir alguém por desrespeito verbal.
03.   Trocar figurinhas.                             Trocar experiências.
04.   Botar as manguinhas de fora.       Revelar-se diferente do que aparentava.
05.   Pagar a língua.                                    Sofrer más conseqüências por falar o que    não devia.
06.   Pagar o mico.                                       Colocar-se em situação embaraçosa.
07.   Arregaçar as mangas.                       Dispor-se a trabalhar sério.
08.   Lamber sabão.                                     Deixar de importunar.
09.   Sair de mãos abanando.                   Não conseguir o que se desejava.
10.   Meter a mão em cumbuca .             Meter-se em encrenca, deixar-se enganar.
11.   Dar de mão beijada.                            Dar de graça ou sem solicitar esforço do outro.
12.   Não ter papas na língua.                  Dizer francamente o que se pensa.
13.   Fazer gato-sapato.                              Usar e abusar de alguém.
14.   Dar a mão à palmatória.                  Reconhecer o próprio erro.
15.   Pôr as cartas na mesa.                      Agir às claras 
16.   Colocar a mão no fogo.                    Confiar na inocência de uma pessoa.
                

Um comentário:

Anônimo disse...

Faltaram as respostas , pois têm questões que ficaram confusas e causou dupla interpretação.